'Bonde sem freio parado na esquina': a moda das comemorações de R10

|

Depois da dança que embalou a conquista do Carioca, capitão adota nova coreografia. Autor do funk é rubro-negro e faz homenagem ao craque

O Bonde sem Freio parou na esquina, mas não saiu dos trilhos nem desafinou. A boa campanha que o Flamengo faz desde o início da temporada traz resultados e também lança moda (veja o vídeo). Com Ronaldinho Gaúcho na liderança da coreografia, o grupo aposentou a comemoração que marcou a conquista do Campeonato Carioca. O hit do momento no Rubro-Negro é o ‘Parado na Esquina’, do MC com um nome sugestivo e um erro de grafia: Roba a cena.

Nesta quarta-feira, ao fazer seu 17º gol na temporada, o camisa 10 repetiu os passinhos na companhia de Negueba na vitória por 1 a 0 sobre o Atlético-PR, na Arena da Baixada. O funk é sucesso nos bailes do Rio há cerca de quatro meses. Na dança, Ronaldinho para, cruza os braços, leva a mão ao queixo e dá uma requebrada com estilo marrento. Na letra da música, versos como 'Parado na esquina/O bonde tá na esquina/Ela passa e empina/ Antes de eu ir pro baile/Eu fico parado na esquina/Escoltando as meninas'.

Por conta de Ronaldinho Gaúcho, o MC Roba Cena até alterou a letra da música.

- É uma prova de que ele gostou do funk. Mudei a letra, agora é ‘Ronaldinho faz gol e fica parado na esquina’. Eu ficava parado na esquina com meus amigos, com um som rolando, e as meninas passavam rebolando e empinando - afirmou o MC, logo depois do jogo contra o Inter, quando o camisa 10 dançou pela primeira vez.

O funkeiro tem usado camisa do Flamengo em algumas de suas apresentações. Logo depois da nova comemoração diante do Furacão, a dança gerou brincadeiras nas redes sociais da Internet.

- É a dança que fazemos sempre no vestiário. Esta é a nossa nova comemoração - decretou Ronaldinho Gaúcho, que lançou a nova moda ao marcar o primeiro gol no empate em 2 a 2 com o Internacional, no último domingo, no Beira-Rio.

Em alguns dos gols marcados durante a temporada, Ronaldinho também deu sua tradicional sambadinha. Outros jogadores, como Bottinelli, também inovaram com comemorações como a do binóculo, quando ele levou as mãos aos olhos e apontou para seus companheiros que não foram relacionados para a vitória por 1 a 0 para o São Paulo, no Engenhão. Na ocasião, o argentino fez o gol da vitória e foi acompanhado por Ronaldinho na coreografia.

Na vitória sobre o Fluminense pela Taça Rio, e também quando despachou o Horizonte, em Fortaleza, pela Copa do Brasil, Thiago Neves e Welinton tentaram emplacar nova comemoração, a ‘Encosta nela e sarra’, outro funk. Mas, sem adesão dos demais companheiros, o rebolado não emplacou.

Mas nem sempre as comemorações são feitas na base da alegria. Em meio a um momento de questionamentos por conta de atuações abaixo da média, Ronaldinho ameaçou fazer um gesto de silêncio quando marcou um dos gols na vitória por 4 a 1 sobre o Atlético-MG, em junho, no Engenhão. O craque, porém, desistiu do desabafo e completou com o sinal da cruz e uma saudação oriental, como forma de reverência.

O ensaio de Ronaldinho Gaúcho para a nova comemoração é feito nas concentrações e vestiário. Para não desafinar no ritmo, o jogador anda com uma caixa de som portátil que leva no ônibus que conduz o time para os jogos. Entre sambas e outros funks, o 'Parado na esquina' virou o novo hit entre os jogadores.

Domingo, contra o Vasco, às 16h, no Engenhão, será o encontro com o Trem-Bala da Colina. Na final da Taça Rio, o Bonde sem Freio levou a melhor. Agora, o Rubro-Negro quer provar que, mesmo parado na esquina, não corre o risco de ser atropelado.

Fonte: g1.com
http://globoesporte.globo.com/futebol/times/flamengo/noticia/2011/08/bonde-sem-freio-parado-na-esquina-moda-das-comemoracoes-de-r10.html

0 comentários:

Postar um comentário

 

©2009 Wagner Mix | Template Blue by TNB