Sony lança alto-falante de MP3 player que cabe no porta-copos do carro. Veja mais tecnologias

|

RDP-NWv500 parece um copo térmico para café.
Aparelho será vendido nas cores laranja e preto.


A Sony lança no mercado no próximo sábado (24), um alto-falante para tocador de MP3 que encaixa nos porta-copos dos carros. O aparelho, RDP-NWv500, parece um copo térmico de café e será vendido em preto e laranja. (Foto: Yoshikazu Tsuno/AFP)



Facebook atinge marca de 400 milhões de usuários
Site de relacionamentos é o maior da internet ocidental.
Presidente anunciou novas facilidades para compartilhar conteúdo.


A rede de relacionamento social Facebook anunciou na quarta-feira que sua base de usuários superou o número de 400 milhões de internautas. Segundo comunicado oficial da empresa, a velocidade de crescimento da base de usuários cadastrados não apresenta sinais de desaceleração.

Mark Zuckerberg, o presidente executivo do Facebook, revelou também novas facetas para aquele que é o líder na área de relacionamento social na internet, desconsiderando as redes chinesas. O Facebook vai melhorar a capacidade para que os usuários compartilhem conteúdo e informações pessoais através de sites externos, por exemplo.

Zuckerberg disse que o Facebook está crescendo a um ritmo ainda mais rápido e se preparando para um "futuro onde tudo pode ser social e mais personalizado".

A partir desta quarta-feira, os usuários podem clicar num simples botão "like" (gosto) ao lado de conteúdos em sites populares como o da CNN, ESPN e outros, e publicar essa informação em seu perfil do Facebook.

Esses sites, por sua vez, poderão exibir o conteúdo daqueles que estão dentro da rede do Facebook. Por exemplo, uma área no CNN.com mostraria que três amigos "gostaram" de certa matéria.

Zuckerberg revelou os planos durante apresentação no f8, a conferência anual de desenvolvedores do Facebook.

O Facebook é o quarto site mais visitado dos Estados Unidos, e desbancou o Google em janeiro para se tornar o principal site norte-americano no número de páginas visitadas.



Estudo avaliará impacto de celulares na saúde de 250 mil pessoas
Pesquisa em cinco países poderá durar até 30 anos.
Até agora, estudos não comprovam efeitos prejudiciais.


Um novo estudo examinando a relação entre o uso de aparelhos celulares e problemas de saúde no longo prazo, como câncer e doenças neurológicas, foi lançada nesta quinta-feira (22) em cinco países europeus. A pesquisa deve durar algumas décadas.

Organizadores disseram que o estudo Cohort sobre Comunicações Celulares (Cosmos, sigla em inglês) seria a mais ampla realizada sobre o tema, examinando mais de 250 mil pessoas entre 18 e 69 anos de idade na Grã-Bretanha, Finlândia, Holanda, Suécia e Dinamarca.

O professor Paulo Elliott, principal cientista na Imperial College de Londres para a parte britânica do estudo, disse que dados de pesquisas anteriores que examinaram a relação com a saúde têm sido, até agora, tranquilizadores, mas apontou que essas pesquisas frequentemente se limitam a um período de cerca de 10 anos.

Como muitas formas de câncer demoram mais tempo para se desenvolverem e os aparelhos celulares ainda são recentes, Elliott disse que há a necessidade de um estudo de longo prazo.

O estudo Cosmos observará os efeitos durante um período de tempo maior, de 10, 20 ou 30 anos. O monitoramento a longo prazo permitirá mais tempo para o desenvolvimento de possíveis doenças.

Entidades como a Organização Mundial da Saúde, a Sociedade Americana do Câncer e o Instituto Nacional de Saúde, todas concluíram que provas científicas até agora não demonstram efeitos prejudiciais à saúde associados ao uso de aparelhos celulares.

Fonte: g1.com
http://g1.globo.com/tecnologia-e-games/

0 comentários:

Postar um comentário

 

©2009 Wagner Mix | Template Blue by TNB