UMARIZAL FEST 2009 (RICARDO CHAVES)

|


Ricardo Chaves Pedreira de Freitas, RICARDO CHAVES, nascido em 11 de junho, na cidade de Salvador/Bahia, signo de Gêmeos.

Ricardo tem um público bem definido, fiel e ávido para ser abastecido por suas novidades. Como um grande inovador, a cada ano ele prova que carnaval se faz com profissionalismo, alegria e com admiração de seus fãs espalhados por todos os cantos, nascendo a cada ano, um novo fã clube com associados cada vez mais encantados com o carisma desse grande artista.

O tempo se encarregou de favorecer a explosão da música baiana inclusive no eixo Rio/São Paulo, fazendo Ricardo Chaves desistir da idéia de deixar Salvador. Mesmo depois de formado, foi se envolvendo cada vez mais com a música, deixando a carreira de administrador "guardada", como ele mesmo diz.

Em 1982, à frente da banda Pinel, ele fez o seu primeiro Carnaval. Permaneceu na banda por cinco anos. Nessa mesma época, paralelamente, era o cantor da banda Cabo de Guerra, uma das mais importantes bandas de rock de Salvador. Em 1986 foi convidado pela gravadora RCA para gravar seu primeiro disco-solo e se arriscou em mais essa aventura, emplacando o sucesso Taba, de autoria de Carlinhos Cor das Águas e Renato Mattos. Um ano mais tarde puxou o Bloco Frenesi, já tendo contrato fechado com o bloco Eva para 1988, onde ficou até 1992.


No Carnaval seguinte, a música O Bicho era sucesso no Brasil inteiro e Ricardo Chaves, a grande atração do bloco Crocodilo. Nesse mesmo período, começavam a acontecer no Brasil os carnavais fora de época e lá estava ele, tocando de cidade em cidade pelo Norte-Nordeste. Depois de três anos no Crocodilo, Ricardo assumiu o comando do Coruja, com a responsabilidade de levantar o bloco e fazer dele um dos mais animados da avenida. Sucesso que deu saudades com o fim do contrato no Carnaval de 2001.



Em 2002, estourou com dois grandes sucessos, a inauguração do seu camarote e em seu retorno ao Bloco Crocodilo no Carnaval da Barra, transmitindo muita energia e vibração aos que acompanharam. "O que mais gosto no Crocodilo é a galera bonita somada ao visual de cinema da barra".

No ano de 2003, mais uma grande surpresa para os foliões, além do camarote e do Bloco Crocodilo, Ricardo estreou o seu Trio Off Road, trio independente que também agitou o carnaval. Ricardo Chaves eletrizou a Barra, sendo uma das principais estrelas do circuito e deixando um gostinho de quero mais para 2004.

Em 2004, mais uma vez Ricardo Chaves fez bonito no circuito Barra e teve como ponto de apoio seu Camarote, onde o mesmo nesse ano foi em parceria com o restaurante Café Cancun, fazendo do camarote o lugar mais apimentado de Salvador. Muita gente bonita e diversão num ambiente descontraído, com uma infra-estrutura de serviço espetacular.

A história de Ricardo se uniu com a do carnaval baiano, tendo ele participações nos principais Carnavais fora de época do país como:

• Miconquista – Vitória da Conquista/ Ba
• Camacaldas – Caldas Novas/GO
• Garanheta – Garanhuns -PE
• Micarina Teresina/PI
• Fortal Fortaleza/CE
• Micarecuia – Cuiba - MT
• Marafolia -São Luís/MA
• Vital - Vitória/ES
• Maceiofest - Maceió/AL
• Carnatal Natal/RN
• Camafolia – Camaçari/BA
• Carnagoiana - Goiânia/GO
• Pantaneta - Aquidauana/MS
• Parafolia - Belém/PA
• Recifolia - Recife/PE
• Micarande - Campina Grande/PB
• Taguafolia - Taguatinga/DF
• Carnabelô - Belo Horizonte/MG
• Precajú - Aracajú/SE


Experiente puxador de trios elétricos, quinze álbuns numa carreira gloriosa, Ricardo Chaves sabe bem como transmitir animação e emoção ao folião que o segue religiosamente em todos os carnavais do país.

Em 1981 Ricardo Chaves tinha uma idéia traçada: queria terminar a faculdade de Administração de Empresas e ir embora de Salvador. Porém, a música mudou os planos e ele acabou se tornando um dos principais cantores da Bahia além de ser considerado o melhor puxador de blocos de trio do país. Tudo começou no bloco Pinel, onde atuava como cantor.

0 comentários:

Postar um comentário

 

©2009 Wagner Mix | Template Blue by TNB